12 abril, 2008

MOTIVAÇÕES

Faz alguns dias escrevi sobre a atuação dos ACS – Agentes Comunitários de Saúde. Fiz algumas considerações sobre a forma como eles trabalham e porque fazem algumas coisas ou deixam de fazer.

Qual motivação eles têm para trabalhar, ou melhor, qual motivação têm para realizar suas tarefas¿

Aqui não se trata mais de questionar as motivações dos ACS e sim de todos os servidores. O que faz com que vez por outra se mobilizem e se desmobilizem em outros¿

Esses questionamentos surgiram por ocasião da organização do DIA MUNDIAL DA SAÚDE EM RIO NEGRO e por outros acontecimentos rotineiros.

Dia 11, sexta-feira, foram organizadas diversas atividades e serviços para comemorar um dia muito especial para Saúde. Mas esse dia é especial para quem¿ A população poderia passar sem ele, como tem passado sempre, afinal de contas é apenas mais uma demanda do calendário que propomos.

Participaram deste dia, na grande maioria, estudantes e servidores da Educação. Usuários comuns muito poucos, embora tenhamos realizado uma boa divulgação. Mas se não compareceram é porque não se sentiram convidados, não se sentiram parte ou com necessidade destas atividades.

Pensamos um dia que acreditamos ser de benefício para os usuários, mas, ao que tudo indica não entenderam assim, e que fique bem claro, é direito deles assim proceder.

Não quero com isso dizer que foi inútil. Foi muito bom, houve muitos participantes. Mais de mil pessoas passaram e desfrutaram dos serviços e entretenimentos oferecidas.

Organizar esse eventos ou similares, que demanda grande número de pessoas envolvidas é sempre estressante. São muitos detalhes, muitas atividades pequenas ou grandes que exigem atenção para que saia dentro do esperado. E mesmo assim sempre vai haver falhas, sempre vai haver quem não goste e venha dizer: “vocês deveriam ter feito assim ou assado. Vocês erraram nisto ou naquilo”. Raro é alguém vir dizer: eu poderia ter feito isso ou aquilo. “Eu poderia ter colaborado mais.”

De qualquer forma foi um grande acontecimento, um grande dia. Houve decepções, mas houve atitudes inesperadas que compensaram.

Estavam envolvidos nesta organização: Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência Social, Escolas Estaduais, Estudantes.

A intenção era oferecer serviços de saúde e demonstrar o que a população tem a disposição em nosso Município. E o objetivo foi realizado.

Em se falando especificamente da saúde temos que levar em conta que estávamos em dia de semana e em horário de serviço e mesmo assim alguns servidores não se sentiram na obrigação de oferecer seus serviços. Por que¿

Qual motivação tem um servidor em dar seu melhor e outros em se omitir e encarar o trabalho de promoção de saúde ou prevenção de doenças com não sendo de sua obrigação¿

Por que alguns servidores se superam, vão além do que se pede e outros ficam abaixo¿

Os lastros que regem o serviço público estão ficando frouxos demais. Alguns servidores não se sentem obrigados a trabalhar para fazer jus aos seus vencimentos. Outros vão mais longe ainda: agem como se não fossem obrigados a trabalhar e quando trabalham, mesmo que de forma grosseira, querem receber um extra.

Vamos esquecer tudo isso por hora para comemorar: O DIA MUNDIAL DA SAÚDE EM RIO NEGRO, apesar das considerações acima foi um sucesso.

Foi dia de PROMOVER SAÚDE, mas mais que isso, embora muitos não tenham percebido ou aproveitado, foi o dia em que os trabalhadores da Secretaria de Saúde puderam exercitar o trabalho multiprofissional. Ficou evidente, de forma inequívoca, as possibilidades e benefícios desta interação. Mais que isso, foi o dia em que Rio Negro pode exercitar a intersetoriedade: profissionais de diversas formações e setores, estudantes, voluntários, entidades sociais e usuários interagiram e agiram juntos na construção de possibilidades.

Que esse seja o ponto de partida de algo maior e não um fim.

Em breve as fotos deste dia estarão disponíveis.

Nenhum comentário: