23 fevereiro, 2011

AS NECESSIDADES POPULARES

O futebol é uma paixão. Em todo canto do Brasil é possível encontrar um campinho como este da foto.
Este por acaso está à beira de uma rodovia no Nordeste do Brasil. Mas poderia estar em qualquer lugar. Em qualquer terreno baldio de qualquer cidade do Brasil, grande ou pequena. Pobre ou rica. Mas é claro que o mais provável é que campos como este, sem grama, sem traves, sem arquibancadas, seja em uma periferia pobre, pois quem pode constroe um campo de verdade na área de lazer do prédio, do clube ou do condomínio fechado.
Futebol não é uma paixão necessariamente de pobres, mas de todos os meninos e agora até da meninas de todo conto deste país imenso.
"A necessidade faz o sapo pular." E quem poderá dizer que este meninos não estão pulando. Talvez não esteja pulando como os sociólogos  de esquerda gostariam, mas estão pulando certamente. Estão correndo atrás de satisfazer suas necessidades imediatas. Muitos projetos sociais pretendem organizar a sociedade e as  demandas da população carente. Mas este partem das necessidades imediatas sentidas pela população, mas pelas necessidades do pesquisador ou da entidade a qual o pesquisador e vinculado. Todo mundo sabe ou diz que sabe que a população precisa de água encanada, comida, educação e serviço de saúde. Outros ainda afirmam que a população precisa de profissionalizar-se, ter emprego e renda. Mas o que estão dizendo estes garotos na fotos e no campo de futebol improvisado? 
Pode-se imaginar que futebol não é uma necessidade real, mas distração, supérfluo. Principalmente quem não jogo futebol pode pensar isto. Mas se não fosse será que estes garotos teriam construido este campo?
"A gente não quer só comida a gente quer comida, diversão balé". isso é muito verdade. Todos os sociólogos concordam. Até os políticos concordam, mas na hora de por em prática parece que não conseguem ver além das panelas vazias. Viver não pode se resumir em comer. Precisa ter alguma beleza para justificar isto tudo.
E quem foi que disse que o campo de futebol não pode ser uma ótima oportunidade de transpor o deseja imediato, de ver além, de organizar a comunidade?
O futebol pode ser uma desejo ingenuo. Mas nunca ilegítimo. O local deste campo de futebol pode ser uma conquista ingenua, mas não menos válida como qualquer conquista. Foi preciso um projeto de ocupação, de construção e de permanecia. Os meninos se uniram em torno de uma necessidade real, imediata e coletiva. E um projeto de emancipação política , de promoção de saúde poderia partir deste campo de futebol. Ou não?
Onde já se construiu um campo de futebol pode ser um terreno fértil para construir outras coisas.  Poder-se problematizada a localização deste campo; a obrigação do poder publico em promover esporte, cultura e lazer. A participação comunitária para construção desta agenda nas associação de moradores e do poder municipal. E ainda é muito mais fácil que a população entender e desperte para outros direitos da comunidade a partir da discussão motiva pela necessidade de um campo de futebol. A partir do campo de futebol pode a população conquistar um centro mais amplo de lazer, pois não é só o futebol a necessidade de esporte. Depois um escola ou a reforma da escola, uma USF - Unidade de Saúde da Família, Saneamento básico. 
As possibilidades são muitas, mas pode ser que nada aconteça também. Que fique apenas na construção deste campo improvisado, pois enquanto a população se juntar apenas para suprir as deficiências do estado e não der "o salto de qualidade" em suas reenvindicações, não estariam incomodando. Povo calado não constroe seu futuro.
Posted by Picasa

2 comentários:

Carlos Alberto Santos Lima FIlho disse...

Olá meu Rei, pois estou nessa batalha de educação popular em saúde, venho participando de amostras e encontros, levando a literatura de cordel como agente multiplicador, de promoção e prevenção da saúde.
Caso quiser como saber mais e como posso levar para sua cidade oalbertolima@gmail.com 71 9906-1428

Raquel Bianca disse...

Ernande seu blog está de parabéns!
realmente o futebol é uma paixão nacional mas que deveria ser usado para ajudar as pessoas mais carentes, já que se paga muito mas a um jogador de futebol do que a um médico ou enfermeiro que vai auxilar muito mas na saúde destas pessoas, que tem tão pouco e são tão felizes.
Estou te seguindo a parti de hoje, espero que me siga tambem
Beijos
Raquel Bianca