04 fevereiro, 2010

O PODER DE DECIDIR NÃO É TÃO DOCE QUANTO PARECE


No primeiro dia de aula desenvolvi uma atividade com os estudantes visando trabalhar duas questões básicas que considero fundamental no processo ensino aprendizagem: gosto pela leitura e autonomia;

Após apresentar-me, apresentar a disciplina e seus objetivos, levei os alunos para biblioteca. A missão dele e delas era escolher um livro que lhes despertasse interesse e pegasse emprestado. Não disse qual deveria ser ou mesmo se deveriam ler.

Parece uma atividade muito simples e sem nenhuma dificuldade para executar. No entanto os alunos não pensaram assim. Antes de sair da sala os estudantes já começaram a questionar qual era o livro que deveria ser escolhido. Mesmo dizendo que deveriam escolher qualquer tipo de livro não conseguiam acreditar e insistiam em saber, qual livro, qual autor, que assunto, etc.

Na biblioteca foi interessante observar o primeiro contato deles com o ambiente, com os livros, os computadores, as mesas e os facilitadores da faculdade.

Alguns alunos escolheram os livros sem nenhuma dificuldade. Outros ficaram remexendo as estantes, pegando os livros, olhando, trocando. Muitos queriam saber se o professor já tinha lido o livro, se era bom, se deveria pegar.

A grande dificuldade dos alunos era escolher os livros que deveriam ler. Muitos chegaram a dizer que era melhor se o professor pudesse determinar qual era o livro que deveria ser escolhido. Mas logo perceberam que isso não aconteceria.

Na sala de aula foi questionado quantos alunos nunca tinham lido um livro inteiro. Aproximadamente 5 alunos levantaram os braços, mas acrescentaram que agora iriam ler, que iria se interessar pela leitura. E isso dá uma grande esperança no processo e nestes alunos.

Questionei qual a sensação de ir à biblioteca e poder escolher um livro a vontade. Alguns gostaram da experiência, outros disseram que foi muito difícil. O consenso foi em torno das poucas possibilidades de poder fazer isso, ou seja, escolher a leitura que desejasse em um mundo tão direcionado quanto o ensino e os resultado a obter.
Nas imagens um pouco desta experiência.







Posted by Picasa

Nenhum comentário: