23 novembro, 2009

LONGE

Meus pulso esquerdo e a perna esquerda ainda doem. Dói também o cotovelo do braço direito. Passei dois dias repousando, mas agora estou bem.
É engraçado como a gente se queixa de trabalhar tanto, de ter tantos alunos de não ter tempo para dedicar-se a família por conta disso e ao mesmo tempo ficar tão preocupado quando não se pode fazer seu trabalho.
Quando senti a batida da outra moto em mim e no Professor Jaldemir, mesmo antes de chegar ao chão e sentir as possíveis consequencias disso, pensei: se me machucar como vou conseguir dar minhas aulas de amanhã? Não pensei que ia doer, que ia causar cicatrizes, mas nos alunos que ficariam sem ter a aula planejada. Muito estranho isso.
Mas agora estou bem. Fora a dor e a experiência ruim de sofrer um acidente, sinto-me bem e melhor para continuar reclamando por trabalhar tanto.

Nenhum comentário: