22 setembro, 2009

PENSANDO NO ESCURO

Uma aluna deixou a seguinte mensagem para mim no final da prova.

Viver é escolher:

A vida não dá nem empresta;
não escolhe nem se apieda...
tudo o que ela faz é:
retribuir e transferir tudo aquilo que nós lhe oferecemos.
(Albert Einstein)

E é isso mesmo.

Lembro que uma vez, por conta de um texto, que ainda vou publicar, disse que SOMOS AS ESCOLHAS QUE FAZEMOS. Ouvi isso em uma série de TV: um personagem, após mais de 40 anos de dedicação a raça humana descobre que na verdade não é humano e sim um agente que deveria ser inimigo da raça que servia.

Em sua dor existencial ele conclui que resta ainda sua conciência, sua escolha, pois ninguém pode ser o que não quer.

E é isso mesmo. Podemos mudar nosso destino, pois somos as escolhas que fazemos. E que escolha estamos fazendo em nossas vidas?

A mensagem desta aluna, VIVER É ESCOLHER, bateu-me muito forte nesta manhã por conta de um outro acontecimento. Um grupo de alunas e alunos queixaram-se das notas da prova e a alegação é a seguinte: "só pode ser perseguição, pois todos que estão com as notas baixas foram surpreendidos descumprindo o combinado em sala de aula.

Na lógica de que somos as escolhas que fazemos, o que aconteceu foi justamente o contrario: as notas foram ruins não por perseguição, mas sim pelas escolhas que fizeram.

Ou estou enganado?

Nenhum comentário: