04 setembro, 2008

CIDADÃOS INVISÍVEIS

Na quarta-feira, dia 3 de setembro recebemos a visita de alguns alunos da APAE de Rio Negro. Essa visita foi combinada durante ida da equipe na escola da APAE. Nesta visita podemos ver de perto o trabalho desenvolvido com os alunos especiais pelas professoras e servidor dAssociação de Pais e Amigos dos Excepcionais. Ficamos impressionados com a dedicação de toda equipe e fizemos uma auto crítica de nosso trabalho, que desde janeiro de 2007 vem seguindo orientação diferenciada e procurando estar cada dia mais próxima da população e suas necessidade. Nesta linha de pensamento já desenvolvemos trabalho nas Escolas, pré-escolas, centro de educação infantil, bairros, lar dos idosos e delegacia.
Por que a APAE ainda não tinha entrado em nossa prioridade ação?
Havia em nossa cabeça a idéia de que os alunos da APAE já era suficientemente atendidos por diversos profissionais, o que não deixa de ser parte da verdade, mas não explica tudo.
Outra parte da verdade é que temos pouca experiência com pessoas com necessidade especiais e ficamos pensando: o que podemos oferecer a esses cidadãos?
O que podemos oferecer a eles é o que oferecemos a todos: nossa atenção e cuidados básicos. Além disso podemos aprender muito com todos: alunos, pais e servidores da APAE.
A visita deles no Centro de Saúde serviu para que conhecessem um serviço que é deles também, mas principalmente para mostrar para usuários e, principalmente, servidores do SUS que eles existem e que precisam ser vistos.
Foi muito emocionante te-los aqui, mas isso não pode ser só agora. Que seja sempre que necessário, pois são cidadão e têm que ser visto por todos, só assim poderão ser incluídos e aceitos pela comunidade.
Minha vontade era publicar todas as fotos e motrar os alunos e a felicidade deles, mas dizem que eticamente não se pode mostrar as pessoas sem autorização. Neste caso sem a autorizãção dos responsáveis. Mas fica aqui um questionamento: se forem vistos como serão includidos?






Nenhum comentário: