15 novembro, 2007

VIVA RIO NEGRO

No mês de outubro foi postado no blog e apresentado ao Ministério da Saúde um projeto de desenvolvimento de prevenção de doenças e promoção de saúde. Esse projeto foi construído em resposta ao Edital nº 02 de 14/09/2007, do Setor de Vigilância Epidemiológica do Ministério.
O edital oferecida 40 mil reais para cada cidade selecionada.
Eles dariam prioridade para cidades onde já houvessem algumas atividades sendo desenvolvidas.
Desenvolver projetos é uma atividade complexa e exige muita atenção. O próprio edital mencionava as falhas que desclassificaria a iniciativa.
A partir de um projeto anterior de rastreamento de hipertensão, desenvolvido e sem recursos para ser posto em prática e a partir de outras iniciativa tais como:
Grupo do Peso;
Grupo de Terapia Ocupacional;
Grupos de HiperDia;
Grupo de ginástica da Terceira idade;
(Responsabilidade do Serviço Social)
Foi construído o PROJETO VIVA RIO NEGRO – UM PROJETO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS.
Ele foi apresentado na data limite para avaliação. Depois disso voltamos ao trabalho diário sem muita expectativas ou previsões, uma vez que o Brasil tem mais de 5 mil municípios e apenas duzentos seriam contemplados. Havia inclusive a expectativa de que falhas imprevistas pudessem desclassificar o projeto, uma vez que não conseguimos dispor de um tempo muito grande para construir e revisar cada etapa.
As atividades do dia-a-dia do PSF da Equipe Urbana são muitas e quase não sobra tempo para quase nada. Inclusive esse projeto e muitos outros são feitos fora do expediente, pois não há mesmo tempo para tudo que fazemos durante o dia de trabalho. Neste caso em especial esse projeto só pode ser feito por causa de uma gripe muito forte que me impediu de ir ao local de trabalho. Fiquei em casa dois dias com o vírus corroendo minha vontade, mas no final consegui terminar.
A grande felicidade é que nosso projeto foi selecionado.
No Mato Grosso do Sul apenas 4 cidades foram escolhidas:
Rio Negro
Cassilandia
Campo Grande e
Três Lagoas

Temos 12 meses para desenvolver esse projeto que com certeza vai contribuir muito para qualidade de vida da população da Cidade.
Estão sendo providenciados os documentos necessários para receber o dinheiro, 40 mil reais e acreditamos que a partir de janeiro poderemos começar a operar os programas.

MENSAGEM DO MINISTÉRIO

Prezados(as),
Tendo em vista o processo seletivo de projetos de incentivo à Vigilância e Prevenção de Violências e Acidentes, Promoção da Saúde e Cultura de Paz (Edital nº 01 de 14/09/2007) e referentes à Vigilância e Prevenção de Doenças e Agravos Não Transmissíveis com ênfase na Atividade Física (Edital nº 02 de 14/09/2007), cujos resultados foram divulgados através dos Editais nº 05 e 04 de 24/10/2007, respectivamente, informamos que os recursos orçamentários para o atendimento dos referidos editais correrão por conta do teto Financeiro de Vigilância em Saúde/TFVS, a serem repassados fundo a fundo em parcela única no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para o Edital n.º 01 e R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para o Edital n.º 02.
Salientamos porém que este valor a ser repassado está CONDICIONADO À RESOLUÇÃO DE APROVAÇÃO DA COMISSÃO INTERGESTORA BIPARTITE – CIB conforme informado nos Editais nº 01 e nº 02 de 14/09/2007 – Item: “Dotação Orçamentária”. No caso de não conseguirem esta aprovação em tempo hábil, poderá ser encaminhado um “AD REFERENDUM” da CIB.
Solicita-se pois, que cada secretaria de saúde (do Estado, do Município ou do Distrito Federal), que teve projeto(s) aprovado(s) segundo esses editais, que providenciem esta resolução (ou o “Ad Referendum”) da CIB o mais URGENTE possível e encaminhe para o endereço abaixo:
Ministério da Saúde


ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

Apresentar esse projeto só foi possível graças à forma como podemos trabalhar em Rio Negro. O projeto do PSF é muito bom e possibilita que possamos de verdade intervir na qualidade de vida das pessoas. No entanto isso só é possível quando os gestores respeitam as peculiaridades do serviço. E posso dizer que aqui em Rio Negro, ao contrário de outros lugares onde trabalhei, tenho uma boa estrutura de trabalho e liberdade para por em prática minha visão de trabalho.
Nosso Secretário de Saúde, senhor Ronan Pinheiro, com sua confiança, expressa pela liberdade de pensamento e autonomia de ação que propicia, é o grande responsável por esta conquista. Se não fosse por sua confiança e iniciativa, sua e da Coordenadora do Centro de Saúde, Celina Flores, eu não estaria novamente trabalhando aqui em Rio Negro e aí não teríamos esses recursos.
Grande responsabilidade nesta conquista tem também a Equipe: Elisete e Priscilla, Ademar, Edileuza, Enio, Junior, Luiz Carlos, Marivone e Raquel. Sem eles para “agüentar” a retaguarda, muitas das atividades realizadas hoje não poderiam ser feitas.
Tenho plena confiança que estamos hoje construindo o SUS que queremos para Rio Negro e o Brasil. Falta muito para esse dia? Falta, todos sabemos, mas estamos no caminho certo.

Nenhum comentário: