10 julho, 2007

SAÚDE DA MULHER

No mês de maio reestruturamos nosso programa de atendimento a mulher, especialmente a mulher gestante. E Hoje, após um período de preparo entregamos a ultima peça que faltava: a ficha de acompanhamento do pré-natal.
Quando a mulher chega para iniciar o pré-natal existe um rotina burocrática enorme da qual não podemos fugir, pois sem ela perderíamos o controle da situação. A mulher é cadastrada no SISVAN – Sistema Nacional de Vigilância Nutricional, no SIS-PRÉ-NATAL, que controla a realização do atendimento a gestante. É preenchido o cartão da gestante, a ficha de acompanhamento, pedido de exames clínicos, exames da triagem gestacional, encaminhamento para atividades educativas e para outros profissionais.
A partir de julho esse primeiro atendimento passa a ser realizado pelo Enfermeiro.

PRÉ-NATAL
O pré-natal é realizado todas as quartas-feiras à tarda, com hora marcada. são agendadas sempre de um atendimento para o outro.
As gestantes são inscritas no SIS-PRÉNATAL e SISVAN. Todos os exames de rotina do Pré-natal são realizados. As consultas são realizadas no mínimo a cada 30 dias. Além disso, são realizadas visitas domiciliares mensais pelos Agentes Comunitários de Saúde, esporádicas pelo Enfermeiro e Médico e sempre que necessário pelo Auxiliar de Enfermagem.
Todas a Gestantes recebem visitas na primeira semana pós-parto, onde são realizados orientações sobre aleitamento materno, teste do pezinho, puericultura e vacinas de rotina. Nesta visita é agendado a consulta de puerpério e detectado possível dificuldade de aleitamento e/ou cuidados com a criança. A visita é realizada de rotina pela Auxiliar de Enfermagem, Agente Comunitário de Saúde e pela Nutricionista. Quando detectado necessidade é acionado o Enfermeiro, Médico e a Assistente Social.
Em anexo encontra-se o MANUAL DE OPERACIONALIZAÇÃO DO SIS PRÉ-NATAL de Rio Negro.

PREVENTIVO DE CANCER DE MAMA E DE COLO DE ÚTERO

A coleta de preventivo de câncer de colo de útero é realizada uma vez por semana sempre no mesmo dia e horário. No entanto horários alternativos são agendados quando a mulher solicita, podendo ser durante à tarde ou mesmo à noite.
O processo é realizado em 3 etapas:
1. Demonstração sobre a coleta e sua necessidade;
2. Coleta;
3. Orientação pós-coleta;
A primeira parte é uma atividade em grupo com todas a mulheres agendadas para coleta e preenchido a ficha. A segunda parte é a coleta em si, onde são visualizado a região genital e coletado o material. Esta parte é realizada pela Auxiliar de Enfermagem e pelo Enfermeiro. A terceira parte é a devolutiva da visualização para mulher. É realizado também orientações sobre o quando buscar o exames, periodicidade do preventivos e solucionado dúvidas da mulher.
Os Agente comunitário realizam a divulgação da coleta e da necessidade dela.
Em atividade educativa, seja com o grupo de crianças, hiperdia, Saúde do Trabalhador ou outros, são realizados orientações sobre a necessidade de coleta de preventivo.
De forma transversal é realizado o PROGRAMA DE SAÚDE DO TRABALHADOR. A coleta de preventivo e exame clinico da mama é ofertado a mulher trabalhadora com a facilidade do horário se adaptar a sua condição. Essas atividade são divulgada, como já frisado anteriormente, durante atividades nas escolas, creches e demais localidade onde encontre-se mulheres trabalhando.

PLANEJAMENTO FAMILIAR

Por problemas conjunturais só podemos oferecer as nossas usuárias hormônio oral, preservativo masculino e orientações sobre os métodos naturais.
Os Agentes Comunitários de Saúde realizam a divulgação sobre a existência do programa e as vantagens de utilizá-lo. As mulheres já recebem orientação sobre planejamento familiar durante o pré-natal e puerpério, sendo já no puerpério encaminhadas para utilização do método adequado.
O programa é muito simples: a mulher, previamente orientada realiza consulta de Enfermagem, onde é informada sobre os métodos disponíveis. Uma vez decido qual método lhe é indicado é realizada a inscrição no programa. Apenas as mulheres que optam pelo hormônio oral ou demais métodos medicamentosos são encaminhadas para consulta médica.
No centro de saúde, na casas e eventos educativos são ofertados panfletos divulgação a existência do programa. Todos os servidores são instruídos a divulgar a existência dos métodos anticoncepcionais.

Nenhum comentário: